Festival Internacional dos Açores de 30 de Setembro a 3 de Outubro na Terceira e São Miguel

Festival Internacional dos Açores de 30 de Setembro a 3 de Outubro na Terceira e São Miguel, já tem a programação definida.

Festival Internacional dos Açores de 30 de Setembro a 3 de Outubro na Terceira e São Miguel

Em 2022, a 17ª edição do Festival Internacional dos Açores, um dos mais emblemáticos festivais de música clássica de Portugal, realiza-se entre os dias 30 de Agosto e 3 de Setembro entre as Ilhas de São Miguel e TerceiraOs bilhetes estão à venda nos locais habituais e alguns concertos são gratuitos. 
 
Festival Internacional dos Açores junta a um cartaz de peso as riquezas históricas, gastronómicas e paisagísticas de uma região cheia de caráter, moldada pela presença do mar, com paisagens de cortar a respiração. É neste cenário arrebatador dos Açores que recebermos a 17º edição do Festival Internacional dos Açores e que comemora o centenário de nascimento de José Saramago.  Na opinião de Sérgio Letria, director da Fundação José Saramago, Este ano é muito especial pois assinala o centenário de nascimento de Saramago. A obra de Saramago continua viva e o Festival Internacional dos Açores vem reforçar ainda mais o trabalho desenvolvido com as palavras e ideias de José Saramago. 
 
O aliciante programa musical da edição de 2022 do Festival Internacional dos Açores, em sintonia com o património natural e edificado das ilhas de São Miguel e Terceira, conta ainda com actividades complementares, tais como masterclasses e atividades de sensibilização e valorização da herança natural e cultural açoriana, chamando assim a atenção não só para a arte e a criatividade lato sensu, mas também para a sustentabilidade ambiental e para a importância do trabalho interdisciplinar e em rede em todos os domínios. 

Para Tiago Nunes, Director Artístico do Festival Internacional dos Açores, reforça que esta 17º edição tem oito concertos dos quais cinco são gratuitos. Esta ligação a José Saramago vem do seu fascínio especial pela música e em especial pelo violoncelo. Esta 17 º edição demos destaque ao Violoncelo, que assume dois concertos entre São Miguel e a Ilha Terceira

Ilha Terceira 

30 ago | 21h30 | Pavel Gomziakov, violoncelo
Palácio dos Capitães-Generais – Angra do Heroísmo

31 ago | 21h30 | Vasco Dantas, piano e Isabel Vaz, violoncelo
Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo – Angra do Heroísmo

01 set | 21h30 | Adriano Jordão, piano
Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo – Angra do Heroísmo

Ilha de São Miguel

01 set | 21h30 | Pavel Gomziakov, violoncelo
Palácio de Santana – Ponta Delgada

02 set | 19h00 | João Santos, órgão
Igreja de São José – Ponta Delgada

02 set | 21h30 | Young-Choon Park, piano
Teatro Micaelense – Ponta Delgada

03 set | 21h30 | Zoran Imširović, piano
Teatro Micaelense – Ponta Delgada

04 set | 21h30 | Gulsin Onay, piano
“Homenagem a Chopin”
Teatro Micaelense – Ponta Delgada

Para além dos concertos é possível ter acesso a masterclasses:

Masterclass de piano
Tiago Nunes, piano
Conservatório Regional de Ponta Delgada
02 set | 11h00 (2horas)

Masterclass de violoncelo
Pavel Gomziakov, violoncelo
Conservatório Regional de Ponta Delgada
03 set | 11h00 (2horas)
 
Masterclass de música de câmara
Zoran Imširović, piano
Conservatório Regional de Ponta Delgada

Luís Filipe Cruz, Director Executivo do Festival Internacional dos Açores, realça este é um festival de inclusão e de solidariedade, e que pretende aproximar, valorizar e sensibilizar para a importância da cultura e também de actividades paralelas com o principal objectivo de promover um património natural de enorme riqueza e sensibilizar para a sua preservação

A 17º edição promove as seguintes actividades na natureza:
 
São Miguel:
Tour de observação de golfinhos e cetáceos.
 
Terceira:

  • Observação de Cetáceos
  • Passeio de Barco ao Ilhéu das Cabras
  • Passeio em Carrinha de 1/2 dia à Costa Oeste (São Mateus, Queijaria Vaquinha, Santa Bárbara, Serreta, Raminho e Biscoitos)
  • Passeio em Carrinha de 1/2 dia à Costa Este (Monte Brasil, Porto Judeu, Salga, São Sebastião, Porto Martins)
  • Passeio em Carrinha de 1/2 dia às Serras (Serra da Ribeirinha, Serra do Cume, Serra do Facho e Praia da Vitória

Adriano Jordão, um dos fundadores do FIA, sublinha que este projecto sempre foi muito especial para os Açores, e que esta edição é ainda mais especial, devido não só à sua ligação pessoal a José Saramago, como também à ligação de José Saramago à música.O violoncelo é uma das fragilidades de SaramagoO Festival nasceu nos Açores, quando o Drº Jorge Forjaz foi secretário da cultura nos Açores e numa das suas viagens a Itália pretendeu replicar o que viu num festival de música clássica em Itália. Sem verbas para a concretização de um festival emergente nos Açores, fomos atrás de apoios e um homem ligado à música e à indústria petrolífera apaixonou-se pelo projecto e financiou o primeiro festival em 1984. Teresa Berganza foi a primeira artista a estar no festival. O Festival  prosseguiu  com outros apoios, mas em 2012 parou uma vez que fui nomeado Conselheiro Cultural do Brasil.  Assim que regressei a Portugal falei com o Tiago Nunes e o festival regressou  felizmente o ano passado
 
A 17º edição do Festival Internacional dos Açores, conta ainda com a parceria entre a UNICEF Portugal que na opinião de Luisa Motta, esta é uma iniciativa solidária que espelha o papel que a cultura pode ter…  

O último concerto da 17º edição do Festival Internacional dos Açores, conta com a participação da pianista Guilsin Onay que é uma das Embaixadoras da boa-vontade na Turquia, e será transmitido na página da UNICEF Portugal com a possibilidade de angariação de donativos para a continuação da sua missão. 

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

29,947FãsCurtir
12,945SeguidoresSeguir
328SeguidoresSeguir
213InscritosInscrever