Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Joana Amaral Dias irrita-se com os críticos: “Entre invejosos e chibos, entre ressabiados e delatores…”

Joana Amaral Dias está de férias na Madeira, em pleno confinamento, e foi alvo de muitas críticas.

Contudo, a psicólogo reagiu sem dó nem piedade a essas mesmas críticas.


Desde março de 2020 que tornei pública a minha posição sobre a gestão da covid – nomeadamente a minha discordância quanto ao confinamento – que mantenho. Ainda assim, desde então, mesmo discordando, tenho cumprido todas as leis e normas. Não sou é daquelas figuras públicas que passa o tempo a dizer ‘Fique em Casa’ e depois anda em festas e quejandos. Teatrinhos, não obrigada. Nojo”, começou por escrever.

É permitido ir à Madeira. Na ilha, nada fiz que não estivesse dentro das normas que aí vigoram. Portanto, nem sou hipócrita nem fiz algo ilegal“, acrescentou.

Agora vamos ao que interessa, que as minhas férias não têm qualquer relevância. Lamentável é a quantidade de bufaria que por aí anda. Entre invejosos e chibos, entre ressabiados e delatores, está à vista mais uma das consequências de vivermos atualmente num Estado Policial – um tecido social cada vez mais esboroado (não, não vamos sair dito mais unidos); o sadismo, a vingança e o vexame com selo de garantia; a recompensa da pequena pulhice e velhacaria. O regime anticonstitucional que viola os mais elementares direitos e garantias dos cidadãos pare e é parido por gentalha desta roda que, como vampiros, se alimenta do medo e da desconfiança. Entretanto, os suposto antifascistas estão entretidos a chamar fascistas a quem luta pela liberdade“, rematou.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever