José Milhazes: “Combinei com o Putin escrever o livro e ele depois começava a guerra”

José Milhazes: “Combinei com o Putin escrever o livro e ele depois começava a guerra”, referiu em resposta a alguns críticos.

José Milhazes tem sido acusado de trabalhar para vários países, inclusive de estar a ganhar dinheiro com a guerra.

José Milhazes deu uma entrevista Daniel Oliveira, para o Alta Definição, e desabafou sobre as muitas acusações de que tem sido alvo.

Trabalho para tantos serviços secretos que eu devo estar rico. Ora é para o Vaticano, ora é para os Estados Unidos, ora é para o KGB, ora é para Israel… Ou seja, sem trabalho eu não estou. Nem sei onde é que há tempo para trabalhar para tanta gente ao mesmo tempo. São aquelas acusações mesquinhas que não têm grande sentido”, disse.

Por exemplo, aquela do meu último livro onde me acusam de estar a ganhar dinheiro com a guerra. O que é que eu posso responder a uma crítica destas, como se eu tivesse escrito o livro em meia dúzia de dias, o que não é verdade. Eu editei o livro dez dias antes de começar a guerra. Por isso eu respondo-lhes que combinei com o Putin escrever o livro e ele depois começava a guerra. Pronto, vamos dividir o dinheiro a meias e está completamente esclarecido”, atirou.

Ninguém pensa que este livro pode ter sido escrito antes da pandemia, ou melhor, no início da pandemia, e não foi publicado antes pelas razões que toda a gente sabe. E não é porque eu estava à espera de uma guerra. Eu até era daqueles que achava que o Putin não era idiota ao ponto de invadir a Ucrânia, por isso não estava a pensar que o meu livro iria ter a saída que tem. Mas isto é só para ver as calúnias baixas que às vezes se utilizam para denegrir as pessoas”, acrescentou ainda José Milhazes.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,645FãsCurtir
12,909SeguidoresSeguir
299SeguidoresSeguir
180InscritosInscrever