Quarta-feira, Setembro 29, 2021

Moura: Real Grupo de Moura celebrou 50 anos de Glória

Moura: Real Grupo de Moura celebrou 50 anos de Glória

Moura: Real Grupo de Moura celebrou 50 anos de Glória, celebrados ontem.

A Praça de Touros de Moura recebeu, este sábado, a 2ª corrida da sua Feira Taurina.

Fotografias: Roberto Pingas Rodrigues

Frente a touros da ganadaria de Ascensão Vaz, actuaram os cavaleiros Luís Rouxinol (que substituiu António Ribeiro Telles), Filipe Gonçalves e João Moura Jr. e os Real Grupo de Forcados Amadores de Moura.

O curro de Ascensão Vaz saiu sem grande bravura, sem investida e com quase nula transmissão, dificultando e muito o labor dos cavaleiros.

Os três cavaleiros tiveram de porfiar muito para conseguir dar a volta às dificuldades que os touros colocaram, devido à mansidão.

Luís Rouxinol esteve com bastante resiliência frente a um primeiro touro com querença em tábuas e sem investida, arriscando com cravagens junto a tábuas, de forma a cumprir s função. No segundo do seu lote, o touro foi ligeiramente melhor, contudo sem permitir grande brilho ao cavaleiro de Pegões.

Filipe Gonçalves cumpriu também a ingrata função de tentar uma lide positiva frente a dois touros sem grandes capacidades para que isso acontecesse. Destacou-se e animou o público com o cavalo que cita em levada, além de cravar a ferragem da ordem com a correção possível.

João moura Jr. no seu primeiro toiro teve as mesmas complicações que os seus parceiros de cartel, levando a repensar várias vezes o desenho das suas sortes para que as coisas corressem bem. No segundo do seu lote, calhou-lhe o melhor da noite e conseguiu apresentar uma boa lide com algumas das qualidades que lhe são reconhecidas.

Pelo Real Grupo de Moura foram à cara: Gonçalo Caeiro (1ª tentativa), Luís Monge (2ª tentativa), Carlos Sota (1ª tentativa), Rui Branquinho (1ª tentativa e com direito a duas voltas de agradecimento à praça), Cláudio Pereira (1ª tentativa, com direito a duas voltas à praça, na 2ª com o seu primeiro ajuda) e António José Garcia (1ª tentativa).

Durante as cortesias guardou-se um minuto de silêncio em memória de Jorge Sampaio. 

A corrida teve um intervalo, para que a câmara municipal de Moura inaugura-se um memorial dos 50 anos do Real Grupo de Moura, gravado em azulejos na parede de acesso a praça. 

A corrida foi dirigida por Domingos Jeremias, assessorado por Matias Guilherme.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever