Sábado, Setembro 18, 2021

Pedro Mendes apresenta ‘Lição’ em acústico e em exclusivo para o Infocul.pt (C/Vídeo)

‘Tempo’ é o primeiro disco de Pedro Mendes e é editado hoje, 12 de Março.

O músico natural de Avis, Alentejo, concedeu uma entrevista ao Infocul para falar sobre este trabalho discográfico.

Depois de apresentar o primeiro single, ‘Só te sei amar’, chegou o tão esperado dia em que o seu primeiro disco fica disponível ao público.

Quando o nome foi escolhido para este disco foi pelo facto de eu achar que era a altura certa. Eu costumo dizer que tudo tem o seu tempo, não tinha de ser há 3 ou 4 anos nem tinha de ser daqui a 2 anos”, disse-nos, acrescentando que “esta era a altura certa, o tempo certo. Foi daí que surgiu o nome” do disco.

Pedro revelou ainda que “prezo o tempo. Prezo as memórias. Prezo aquilo que já vivi. Parte do que vivi acabou por inspirar algumas canções deste álbum”.

Sobre o processo criativo deste disco, desvendou que “quando começámos a trabalhar este projecto, eu e o produtor César Correia, escolhemos o núcleo das músicas. Dissemos logo que seria uma base pop rock mas depois com a construção do álbum acabaram por surgir necessidades. E obviamente que houve influência daquilo que me é muito próximo, das minhas raízes. Portanto além do pop rock juntou-se aqui alguma influência tradicional e depois foram surgindo temas, como o single de estreia que nem sequer era para estar neste álbum e que surgiu como uma necessidade de ter uma balada, um tema mais calmo e acabou por ganhar maior relevância”.

Além de músico, Pedro é professor. Professor de ensino especial, que se baseia na “intervenção especializada por parte de professores e outros docentes no trabalho com alunos com dificuldades cognitivas e motoras. Aquelas que são consideradas dificuldades severas e permanentes e, portanto, requerem outros cuidados e atenção. São alunos que por norma não têm facilidade no acompanhamento do currículo dito base definidos pelo ministério e que por isso precisam de estratégias e metodologias adaptadas às suas dificuldades”.

Pedro Mendes especificou os diferentes níveis de dificuldades que os alunos apresentam, explicando ainda que estes alunos podem ter comportamentos mais agressivos, dando-nos a conhecer alguns dos cuidados que os professores devem ter na comunicação com estes jovens.

O artista recuou aos seus primeiros anos, quando era criança em Avis, de onde é natural, para explicar que “provavelmente já não há muito” dessa criança no homem que hoje é.

Há coisas que se devem manter sempre. Eu costumo dizer que quem nasce no Alentejo, é sempre do Alentejo. Há características muito próprias do Alentejo que acompanham as pessoas pela vida inteira. Nós no Alentejo sentimos as coisas de uma forma muito diferente. Isso de saber tratar bem as pessoas, a forma como encaramos a vida e os desafios, a forma como estamos na vida é aquilo que ainda me marca hoje em dia”, disse-nos.

A sinceridade e o descuido que tenho na boca. Por vezes devia ter uma chave para fechar a matraca e as coisas saem sem filtro. Por vezes devia ter mais filtro. A aceleração, sempre fui muito acelerado e isso mantém-se”, acrescentou.

Quero continuar a manter os pés na terra”, disse convicto.

Pedro Mendes destacou ainda a mudança de Avis para Portalegre e na importância e influência que isso acabou por ter no seu percurso.

Foi uma mudança drástica. Como passar do 8 para o 80. Foi querer experimentar tudo e fazer asneirada que nunca mais acabava. Faz parte. As asneiras foram feitas na altura em que tinha de ser feitas. Costumo dizer que não me arrependo de nada. Tenho noção de tudo o que fiz e fiz na altura certa”, disse, não evitando as gargalhadas.

Do disco, confidencia que “algumas músicas são biográficas, mas outras não. Das 13 músicas que compõem o álbum, 6 são biográficas e em 7 sou apenas um contador de histórias”.

Eu gosto de contar histórias. Gosto de escrever, não só músicas como outro tipo de textos”, explicou.

Numa vertente mais descontraída, Pedro revelou ainda as diferenças entre escrever e cantar em inglês ou português, respondeu a umas perguntas mais atrevidas e deixou ainda uma sentida homenagem aos seus músicos e produtor, rematando a entrevista com a revelação dos músicos que mais o inspiram em Portugal [a partir do minuto 31].

A entrevista na íntegra pode ser vista e ouvida no link abaixo:

Mas a grande surpresa desta entrevista é a versão acústica, em exclusivo para o Infocul, do tema ‘Lição’:

Pedro Mendes que tinha sido entrevistado por nós em Dezembro, quando saiu o seu primeiro single, numa entrevista que revelou alguns detalhes mais pessoais e que podem ser descobertos AQUI.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever
Corrida de Sobral de Monte Agraço 2021