Terça-feira, Abril 13, 2021

Recolha alimentar pelo Grupo de Forcados Amadores da Moita para “contribuir para as pessoas terem um dia melhor”

Durante os dias de hoje e amanhã, entre as 10:00 e as 17:30, o Grupo de Forcados Amadores da Moita realiza uma acção de recolha alimentar para entregar às instituições de solidariedade social da Moita.

O Infocul marcou presença nesta acção e falou com Pedro Raposo, cabo do grupo de forcados amadores da Moita, que começou por nos dizer que “nós, Grupo de Forcados Amadores da Moita, não é apenas esta iniciativa que fazemos. Ao longo dos anos fazemos várias iniciativas. Fizemos no ano passado com os bombeiros, com a doação de máscaras, logo no início da pandemia. Já fizemos uma entrega de alimentos a uma instituição aqui da Moita… Temos feito várias acções”.

Isto é para as pessoas verem que os forcados não são apenas para a corrida de touros, temos outros valores como a ajuda, a camaradagem e portanto, neste caso, estamos a ajudar as instituições de carácter social da Moita, devido ao agravamento das dificuldades por causa da pandemia”, acrescentou.

Sobre esta iniciativa, em específico, desvendou que “quando tivemos esta ideia, falámos com a câmara municipal da Moita, visto que eles têm os contactos, e contactámos 20 associações. Um número que nos surpreendeu porque não estávamos à espera de tantas, mas vamos dar um bocadinho a cada uma e acho que ajudará um pouco”.

Acho que vamos contribuir para as pessoas terem um dia melhor. A pandemia veio agravar o que já estava difícil”, explicou.

A iniciativa de recolha de alimentos decorre na Praça de Touros Daniel do Nascimento, na Moita, e marca o regresso do grupo à sua praça.

A última vez tinha sido em Setembro, por ocasião da feira taurina ali realizada.

Sentimos uma saudade de estar com as nossas gentes, com os nossos amigos, os nossos familiares”, assume Pedro Raposo.

Temos sentido saudades. Não temos treinado. Seria arriscado. Esta era uma altura de treinos, mas dado o número elevado de contágios, não nos temos reunido”, confidenciou-nos ainda o cabo dos Amadores da Moita.

Temos usado as plataformas digitais para contactarmos uns com os outros”, rematou.

Texto: Rui Lavrador
Entrevista e Fotografias: Diogo Nora

Avatar
Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,992FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
84InscritosInscrever