Rui Bento Vasques celebra êxito em Almeirim e já está de olhos no futuro

Rui Bento Vasques celebra êxito em Almeirim e já está de olhos no futuro

Rui Bento Vasques celebra êxito em Almeirim e já está de olhos no futuro, após a triunfal corrida de ontem à tarde na Arena de Almeirim.

Entrevista e Fotografia: Roberto Pingas Rodrigues
Texto: Rui Lavrador

Rui Bento Vasques, conceituado empresário e apoderado tauromáquico (além de ex-matador de touros), é o assessor tauromáquico da Santa Casa da Misericórdia de Almeirim, que é a proprietária da Arena de Almeirim.

Após o sucesso da corrida de ontem, que marcou a abertura de temporada naquela praça ribatejana, concedeu declarações ao Infocul.pt sobre o que projecta para esta temporada.

Sobre a corrida, o balanço foi francamente positivo.

O mais importante é recuperar uma data, mas recuperar uma data com um ambiente fantástico, magnífico. Mais de 4 mil bilhetes vendidos, a praça leva 4300, portanto estamos a falar de uma casa praticamente cheia, e com um público com muita sede de ver touros, muito participativo, indiscutivelmente veio aos touros para se divertir, estiveram todo o tempo entregues a tudo o que acontecia na arena. Portanto, acho que se recuperou uma data e um ambiente fantástico, de alto nível em que a nossa tauromaquia e os espectáculos em geral estão necessitados. Acho que quando se montam as coisas com categoria, nível e distinção, as pessoas respondem“, disse-nos.

Para esta temporada, explicou que já “está anunciada a corridas vindimas, o balanço é muito positivo mas deixe-me hoje [ontem] reflectir e depois reunir com a mesa da Santa Casa da Misericórdia“.

Mas está claro que Almeirim é uma praça de referência na tauromaquia portuguesa e uma referência ao mais alto nível e é já uma das praças mais importantes, até pela reforma espectacular que fez, e penso que a partir de agora pode começar a marcar e a ser uma praça de temporada”, disse-nos, deixando assim a entender que Almeirim poderá passar a ter mais corridas por temporada.

Rui Bento Vasques é também o assessor tauromáquico da Confraria de Nossa Senhora da Nazaré que gere a Arena da Nazaré e sobre a temporada delineada para este tauródromo prometeu novidades em breve.

Estarei precisamente amanhã [hoje] a trabalhar e espero até ao final do mês ter os cartéis das primeiras quatro corridas, entre Julho e Agosto, rematados. Para depois fazer uma apresentação, dando o nível, categoria e carisma que a praça tem e ir de encontro aquilo que se espera na Arena da Nazaré e dessa afición e público fantástico, para lhes dar o melhor que eles merecem“, destacou.

Sobre os seus apoderamentos, revelou que Juanito terá “cerca de 6 a 8 corridas em Portugal, muito importantes. Está anunciado em Vila Franca, em Julho e Outubro, vai à Feira da Moita, irá à Nazaré, provavelmente a Lisboa. Vai tourear entre 6 a 8 espectáculos de máximo nível e categoria, em função daquilo que tem conquistado e sobretudo com o início de temporada fantástico que teve, no festival em Mourão, no festival na Moita e agora em Higuera de La Real, que foi uma contestação a duas figuras do toureio que o apertaram por todos os lados e ele respondeu exactamente da mesma maneira. Agora no final da temporada vai a Campanário, depois confirma a alternativa em San Isidro, estamos pendentes da Feira de Badajoz, depois vai a Bayonne, acho que está em embrião uma possível grande figura do toureio, tem todas as condições para o vir a ser, oxalá a sorte o acompanhe. Mas vamos passo a passo, não vamos entrar em grandes loucuras, mas estamos perante um futuro toureiro de nível internacional, sobretudo com a quantidade de portugueses que vi em Higuera de la Real

Sobre Luís Rouxinol Jr. destacou que este mês “tem 4 actuações, 3 festivais e 1 corrida, em Alter do Chão, onde actuará ao lado de Marcos Bastinhas e João Moura Jr” e sobre a ausência do cavaleiro em algumas feiras, disse que “as acções são para quem as pratica, as empresas que não quiseram contar com ele, terão os seus argumentos, aquilo que haja detrás, mas vão ter de contar com ele. É um toureiro de grande qualidade artística, de garra como o seu pai, e vai terminar a temporada no sítio que terá de terminar“.

Sobre Luís Rouxinol, disse “que a actuação dele aqui em Almeirim diz tudo, vamos ter Luís Rouxinol até ele querer. Vai ter uma temporada de celebração dos 35 anos de alternativa e vai marcar a diferença, com a qualidade e distinção que fazem dele um dos toureiros mais importantes do nosso panorama taurino

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,407FãsCurtir
12,869SeguidoresSeguir
268SeguidoresSeguir
173InscritosInscrever