Sanjoaninas: André Silva, do Aposento da Moita, vence concurso de pegas

Sanjoaninas: André Silva, do Aposento da Moita, vence concurso de pegas, na tarde deste domingo.

Sanjoaninas: André Silva, do Aposento da Moita, vence concurso de pegas

Texto. Rui Lavrador
Fotografia. Paulo Gil

Este domingo, 19 de Junho, a Praça de Touros da Ilha Terceira recebeu a segunda corrida de touros integrada na Feira de São João – Sanjoaninas.

Com ¾ fortes de entrada de público e um concurso de pegas como destaque maior, actuaram Marcos Bastinhas, João Pamplona e Andrés Romero, bem como os forcados amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, Aposento da Moita e Aposento de Turlock, frente a reses da ganadaria Casa Agrícola José Albino Fernandes.

O júri do concurso de pegas foi constituído por Jorge Ortins, José Manuel Pires da Costa e Fernando Machado.

A função equestre abriu com a actuação de Marcos Bastinhas frente ao touro mais pesado da corrida, com 503 Kg e negro de capa. O cavaleiro elvense mostrou-se desde cedo seguro e a desenhar uma actuação em crescendo. Uma boa brega, a desenhar bem as sortes e a conseguir reunir a preceito na maioria das vezes. Recursos vários do agrado do conclave e a terminar a lide com o público entregue.

Alexandre Vieira, pelos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, concretizou a pega ao primeiro intento, destacando-se a essencial acção do primeiro ajuda.

O segundo touro lesionou-se após uma intervenção excessiva do bandarilheiro o levar a partir um píton na trincheira. Saiu aquele que seria o segundo touro do seu lote, a quem João Pamplona soube dar uma lide muito positiva, apenas aqui e ali com um ou outro erro evitável. A desenhar as sortes de frente e com concepção artística clássica e a reunir bem, excepto numa das cravagens em que levou forte toque na montada. Lide muito agradável do ginete Terceirense.

Tiago Valério, pelo Aposento da Moita, concretizou a pega ao quarto intento, já a sesgo e com ajudas carregadas. Apenas um momento mau, de um forcado extraordinário que já provou toda a sua excelência. De destacar que apenas a primeira tentativa, poder-se-á atribuir culpa, palavra excessivamente forte, ao forcado. Nas restantes o touro não meteu a cara e tornou a tarefa muito complicada.

Andrés Romero esteve muito longe de um apoteótico triunfo. Lidou pouco, as reuniões não resultaram ajustadas, sendo algumas cravagens mesmo a cilhas passadas. Tem conexão com o público, mas uma lide triunfal não se mede por megabits. Actuação pouco técnica, mas muito aplaudida.

David Martins, pelo Aposento de Turlock, concretizou a pega ao primeiro intento. Um ‘pegão’ numa reunião muito forte e aguentando vários derrotes até o grupo fechar. Extraordinário momento.

Duas voltas para o forcado, a última já sem a companhia do rejonador e a pedido do público.

Marcos Bastinhas teve uma segunda lide curta. O touro após já cravados os compridos, começou a mostrar falta de força nas mãos e a cair. Demonstrando todo o respeito pelo seu oponente, o cavaleiro cravou um curto e um par de bandarilhas que ficou meio cravado, tendo outra caído. O público entendeu a fragilidade do touro e o cavaleiro saiu sob aplausos.

João Vieira, da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, concretizou a pega ao primeiro intento.

João Pamplona com actuação muito forte frente ao touro sobrero. Raçudo, a entender bem o oponente e a desenhar actuação com sortes bem desenhadas e reuniões emocionantes que fizeram o público aplaudir fortemente. O cavaleiro Terceirense demonstrou-se apostado em triunfar e tem 2 ferros de grande nota e uma restante lide em plano muito agradável.

André Silva, pelo Aposento da Moita, concretizou a pega ao primeiro intento, numa boa execução.

Andrés Romero enfrentou um touro mais desligado e com pouca transmissão. O rejoneador esteve com o seu estilo exuberante e cumpriu a função sem destaques de maior, na parte técnica do desenho das sortes e no momento das cravagens.

Darren Mountain concretizou a pega ao quinto intento efectivo do grupo de Turlock, dobrando Brice Rocha, após quatro tentativas falhadas, tendo na última saído com lesão grave na perna.

Foi depois anunciado o vencedor da melhor pega, atribuída a André Silva, do Aposento da Moita, gerando fortes protestos por parte do público presente nas bancadas.

O curro da ganadaria da Casa Agrícola José Albino Fernandes apresentou distinto de pelagens e comportamento, destacando-se pela positiva o 5º, colocando dificuldades aos intervenientes, quer no sector equestre quer na vertente dos forcados.

A Feira de São João – Sanjoaninas receberá ainda uma corrida de touros mista a 24 de Junho, com João Moura Jr., José Garrido, Juanito e os Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense frente a touros da ganadaria de Rego Botelho.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,406FãsCurtir
12,869SeguidoresSeguir
268SeguidoresSeguir
173InscritosInscrever