Sábado, Julho 31, 2021

Dia internacional contra a corrupção

Portugal lidera poucos rankings, e infelizmente os que lidera não são por bons motivos. No caso do índice de perceção da corrupção (IPC) Portugal apresenta uma performance mediana quando comparado com países ocidentais e de características semelhantes ocupando o lugar nº 30 em 180 países analisados pelo transparency internacional, com um índice de 62 em 100, Portugal não tem razões para não considerar a luta contra a corrupção como uma batalha do nosso tempo.

Mas parece que é assim que tem sido, pois no espaço de 7 anos de análises feitas pelo transparency internacional o nosso país não apresenta nenhuma evolução positiva, parecendo relaxar no combate à corrupção.

Hoje assinala-se o dia internacional contra a corrupção e a mensagem que é importante passar é de esperança nos jovens, é de esperança naqueles que são hoje considerados a geração mais qualificada de sempre, aqueles que muitas vezes são vistos como inexperientes e cujas portas se fecham por serem novos de mais. Mas que podem certamente afirmar que experiência em corrupção e afundar um país, isso não têm. E de esperança naqueles que com o seu currículo e capacidades chegam onde ambicionam e não precisam de portas especiais para chegar onde querem.

Lutar contra a corrupção significa lutar contra perdas de investimento, significa lutar contra a desconfiança dos investidores no nosso país. Lutar contra a corrupção significa assinalar como preciosos os impostos que cada Português paga, e por isso utilizá-los com o fim máximo do serviço ao contribuinte. Lutar contra a corrupção é lutar em favor da liberdade e da transparência, é lutar em favor da confiança dos portugueses nas organizações políticas. 

E se por vezes a banalização da palavra leva a que percamos a memória do que perdemos com casos de corrupção, então que sirva este dia para consciencialização. Sirva este dia para que os governos e governantes se lembrem que cada vez que a justiça for branda com casos de corrupção, é a todos os portugueses que estão a prejudicar. Sirva esta data para que os governos reforcem a atuação nesta matéria. 

Mas lembrar este dia não deve ser um mero formalismo, deve ser indicador de mudança, deve ser o ponto de partida para a elaboração de propostas que visem a proteção do denunciante, o ponto de partida para a criação do estatuto do arrependido. É imperativo que se pensem formas de encurtar os megaprocessos para que a justiça não tarde a chegar, para que a confiança dos portugueses na justiça seja restabelecida, e que sobretudo não se continue a hipotecar o futuro de Portugal.

Combater a corrupção é também olhar para o nepotismo e transparência governativa, é tratar candidatos a dado lugar de igual para igual e não baseado na sua filiação ou círculo de influências, é olhar para o mérito e para o currículo, e escolher aquele que mais pode acrescentar ao invés daquele que mais pode influenciar ou angariar

A corrupção não pode nem deve ser uma luta esquecida porque no dia que assim for, estão esquecidos os Portugueses. 

 

José Coutinho 

Presidente da Juventude Popular Distrital de Setúbal

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
102InscritosInscrever