Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Júlio Resende oferece bilhetes a estudantes e desempregados para concerto no CCB

Júlio Resende oferece bilhetes a estudantes e desempregados para concerto no CCB

Júlio Resende oferece bilhetes a estudantes e desempregados para concerto no CCB, dia 2 de Outubro (amanhã).

Lembro-me bem quando era universitário e não tinha dinheiro para quase nada que não fosse o essencial. Nessa altura recorria a todos os protocolos que a minha Universidade tinha com as salas de espetáculos que ofereciam bilhetes para os seus eventos. Vi muitos concertos e teatro e ballet graças a isso, porque de outro modo seria impossível!”, recorda Júlio Resende. Também a questão social difícil que enfrentamos e o flagelo do desemprego são questões que preocupam o pianista, que, por isso mesmo, quis oferecer bilhetes a todas as pessoas nessa situação, mediante a lotação possível da sala do espetáculo.

O e-mail para o qual deve ser enviado o pedido de bilhete juntamente com o nome completo é booking@julioresende.com. Os bilhetes deverão ser levantados na bilheteira do CCB entre as 18h30 e as 20h30 do dia 2 de Outubro, dia do concerto, que se realizará a partir das 21h00, no Grande Auditório do CCB.

Bilhetes aqui: https://ticketline.sapo.pt/evento/julio-resende-fado-jazz-ensemble-57178

Este é o espetáculo de apresentação do álbum “Júlio Resende Fado Jazz Ensemble”, agora também disponível em formato vinil, com uma faixa extra: “Conversas Desgarradas”.

“Júlio Resende Fado Jazz Ensemble” foi editado a 30 de Outubro de 2020 e na segunda semana nas lojas alcançou o segundo lugar no Top Oficial da AFP. Conta com uma edição simultânea em Portugal e Espanha e como diz o título, carateriza-se por uma surpreendente e original combinação entre os dois estilos musicais referidos: Fado e Jazz. É um disco livre, em que a guitarra portuguesa e o piano se intersectam e com o contrabaixo e a bateria tentam aproveitar ao máximo esse novo lugar que descobrem juntos. Se é Fado, se é Jazz, não se sabe, podem ser ambos. Se calhar é melhor não sabermos e deixarmo-nos ir, livres, como o som.

Com 9 temas originais compostos por Júlio Resende, e assumindo pela primeira vez a letra do único tema cantado pela fadista Lina Rodrigues, em “Profecia”, este trabalho contou com a participação de músicos como Alexandre Frazão na bateria, André Rosinha no contrabaixo e Bruno Chaveiro na guitarra portuguesa.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever