Sexta-feira, Outubro 22, 2021

PAN exige esclarecimentos sobre vacinação de Vereador de Lisboa e propõe criação de lista de suplentes para vacinar apenas quem é prioritário

O Grupo Municipal do PAN enviou um requerimento à Câmara Municipal de Lisboa a exigir o esclarecimento cabal sobre a vacinação do Vereador Carlos Castro, da Diretora da Higiene Urbana e do Comandante e Subcomandante da Polícia Municipal com vacinas que sobraram da administração aos lares. O PAN Lisboa quer ainda que a autarquia crie uma lista de suplentes para cada vacinação, de forma a assegurar que os critérios definidos no Plano de Vacinação são respeitados.

O plano de vacinação deve ser cumprido escrupulosamente, respeitando e dando prioridade a quem mais precisa das vacinas, devendo a Câmara Municipal de Lisboa, os dirigentes e funcionários dar o exemplo, ao invés de contribuir e fazer parte dos já demasiados casos pouco transparentes em torno das prioridades incorretas na administração das vacinas”, referem os deputados municipais do PAN, Inês de Sousa Real e Miguel Santos.

Para isso, propõem que seja “antecipando a eventualidade de existir excedente das vacinas” através da criação de “uma lista de suplentes que, respeitando os critérios definidos no Plano de Vacinação, possam ser vacinados”.

No requerimento, o Grupo Municipal do PAN lembra ainda que “existem milhares de pessoas e profissionais com prioridade, inclusivamente sob as tutelas destas mesmas figuras, dando o exemplo dos cerca de 700 polícias municipais que estão efetivamente envolvidos diretamente em ações de acompanhamento do processo de vacinação, no patrulhamento e na fiscalização” a par de “tantos outros profissionais que, para além de combaterem na linha da frente este vírus, saem de casa todos os dias para que a cidade não tenha de parar, como as pessoas que trabalham na higiene urbana”.

Fonte: AML

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever